quinta-feira, 5 de junho de 2014

acróstico iv

eu te amo
não vou escrever mais sobre medo
impossível pensar sobre isso quando
o que penso é tão feliz e animado

sabe quando aquela hesitação passa?
agora eu sinto que estou completa
lado a lado com você
de mãos dadas na estrada conjunta
amigos inseparáveis
namorados apaixonados
há quem possa duvidar da minha felicidade?
ainda que hajam nuvens em nosso céu?

de repente, as nuvens viram ursos rosadinhos
e volto para a estante, a vida em um pôr-do-sol

acróstico de amor reescrito
zebra romântica contornada
eu tive medo, confesso
vai saber quando é amor!
e então, você falou tudo que eu precisava saber sobre nós
das sombras escuras nasceu um riso dentro do meu coração
o amor suplantando o medo, quem poderia dizer...