quarta-feira, 14 de julho de 2010

o céu pede
- stop the blues!

não posso ceder
minhas lágrimas são da mesma cor
meu humor, um dia de chumbo

meus pés, pesados como o sol
estão escondidos sob as nuvens
em brasa
como asas de ícaro

amo a cor rosa,
mas misturo gozos vermelhos
não carrego flores, mas lágrimas azuis.
e o céu, em chuva pede

- stop.