segunda-feira, 15 de agosto de 2011

hansel e gretel (sobre a infância)

aí eu acabei achando o caminho com as migalhas de pão das idéias, aquelas pedrinhas brancas e brilhantes que eu tinha perdi ao longo dos anos. foi como ir à casa da bruxa e ver hansel ser comido todas as noites e    não conseguir mentir o seu dedo mindinho; como ver gretel ser jogada viva dentro forno (e eu nem queria chocolate).



   se essa rua fosse minha 
   eu mandava ladrilhar
   com pedrinhas de brilhante
   para o meu amor passar

   nessa rua tem um bosque
   que se chama solidão
   dentro dele mora um anjo
   que roubou meu coração

   "se eu roubei teu coração
    tu roubaste o meu também 
    se roubei teu coração 
    é porque te quero bem"